4 mitos sobre Miami que você pode ignorar - Bus 142
AS VIAGENS Estados Unidos

4 mitos sobre Miami que você pode ignorar

Em 2015 fui conhecer Miami. Nunca tive o sonho de conhecer o destino, mas rolou que lá pro meio do ano eu tinha um banco de horas bem gordinho na empresa e precisava zerar tudo ou ia acabar perdendo essas horas, e absolutamente ninguém quer uma coisa dessas! Foi assim então que, meio que de repente, surgiu a oportunidade de emendar um feriado e viajar por uma semana. Mamãe curtiu muito a ideia, então comecei com aquela primeira (e de repente mais gostosa) etapa da viagem: planejar!

Como o tempo era curto, comecei olhando destinos no Brasil mesmo, mas não encontrei nada que se encaixasse no que eu estava buscando. Ou os horários dos vôos eram muito esquisitos, ou absurdamente caros por causa do feriado de 7 de setembro. E foi assim que mais uma vez eu achei mais fácil/barato ir pra fora – o que é bem triste, né?
Por sorte meus pais tinham umas milhas da Azul paradinhas e, fuçando os destinos no site, achei uma passagem bem cremosinha pra Miami: vôo direto, horário bom, quantidade decente de milhas, pagando só as taxas. Why not? 🙂 E foi assim que eu e mamis embarcamos juntas para Florida, Sunshine State!

Mari com sua mãe no avião, viajando para Miami

Bem feliz antes de derrubar vinho na roupa toda. Dicona: NÃO DORME com o vinho no apoio de copo. De nada!

 

Sei que muita gente torce o nariz só de ouvir falar em Miami, e ta tudo bem! Não vou defender Miami dizendo que é o melhor lugar do mundo (esse lugar é Madrid), mas a cidade tem bastante coisa bem legal a oferecer, sim! Aliás, as cidades, porque o destino “Miami” acaba englobando duas cidades: Miami, que é a cidade no continente, mais urbana, com prédios altos e escritórios; e Miami Beach, que é uma ilha, onde estão as praias e a parte mais turística.

Posto de salva-vidas rosa e verde na beira da praia em Miami Beach

Um dos iconicos postos de salva-vidas de Miami Beach. Aquele tipo de clichê que a gente ama!

 

Ouvimos umas coisas bem esquisitas sobre Miami, mas decidimos arriscar e ir mesmo assim. Viagem rolou legal, teve muito calor, muito sol, teve roadtrip… valeu a pena! (ê, ê) Claro que teve também perrengue e imprevisto, até porque é isso que tempera a vida (aparentemente), mas a maior parte do que tinha ouvido acabou sendo só mito mesmo. E outras, claro, me surpreenderam positivamente. Então listei 4 mitos sobre Miami que não fazem o menor sentido.

 

 

Mito #1: Miami é só pra fazer compras

Pra começar que eu acho essa ideia de viajar só pra fazer compras BEM furada. Mas é só uma opinião. Tem, sim, vários shoppings em Miami, inclusive um de outlets. Tem até “passeio” que te pega no aeroporto e te leva direto pra esses shoppings, você nem precisa ver a cara da cidade. Eu, hein. Não saberia dizer se vale a pena financeiramente falando, precisa pesquisar. Mas quando alguém diz que só se vai pra Miami fazer compras dá a impressão que a cidade é um monte de lojas ao céu aberto, e isso eu garanto que não é verdade.

Tem um monte de coisas legais para fazer em Miami: praias lindas, ótimos restaurantes, parques, museus, galerias de arte, shows. Partindo de Miami você pode também pegar um carro e viajando só algumas horas faz um tour por um pântano, conhece as Florida Keys ou faz mergulho.

Ah, dá pra fazer compras também. Mas não acredita em quem disser que é SÓ isso que Miami oferece. Fica tranquilo, opção é o que não falta!

Campo de baseball durante a partida

Jogo de Baseball: NY Mets vs. Miami Marlins no Marlins Ballpark. Pesquise shows e jogos que vão rolar na cidade antes de viajar! Sempre um programa muito legal

 

Mari apontando para a placa de entrada do South Pointe Park Pier

South Pointe Pier Park, uma gracinha! Bom pra bater perna ou pra dar um mergulho na praia ali do ladinho

Praia ao lado do South Pointe Park. Banhistas saindo da água esmeralda, prédios ao fundo e nuvens carregadas no céu

Mito #2: Impossível visitar Miami sem alugar carro

Impossible is nothing (bem publicitariazinha ela). É nada! Dá pra conhecer Miami sem carro, sim. O carro facilita a viagem, claro, não preciso nem te contar isso. Mas dá pra se virar bem com os transportes alternativos. Por lá andei de shuttle, trem, ônibus e táxi (ainda não tinha – ou eu não conhecia – Uber nessa época). Se eu voltasse pra Miami faria tudo da mesma forma, sem alugar carro, porque dá pra passar uns dias tranquilo sem. Mas vou ser sincera que foi no transporte público que passamos os maiores perrengues da viagem. Porém transporte público sem perrengue não sei se existe…
Mas se você faz questão de estar motorizado, confere se o hotel que você vai se hospedar tem vaga ou estacionamento próximo, especialmente em Miami Beach, que tem vários hotéis menorzinhos. Acabamos alugando o carro só pra sair da cidade e conhecer Florida Keys, e na noite que ele “dormiu” com a gente de volta em Miami Beach deixamos em um shopping a umas 5 quadras do hotel.

Vitral rosa, roxo, azul, verde, amarelo e vermelho no aeroporto de Miami

Em alguns hotéis em Miami Beach o translado pro aeroporto é incluso na estadia!

 

Carro esportivo Camaro, na cor amarela e faixa preta, na Ocean Drive

Mas tem gente que viaja só pra viver numa música sertaneja? Tem também

 

Mito #3: Prepare-se para falar só em espanhol

Oxe, é o que?
Acho que esse foi o ~conselho~ que eu mais ouvi sobre Miami! Já estava toda preparada pra usar meu melhor portunhol, mas infelizmente para todos os envolvidos era só mito mesmo. Miami tem sim muitos latinos, e é normal ouvir espanhol pelas ruas ou escutar os atendentes de lojas e restaurantes conversando em espanhol entre si, mas a minha experiência foi a de ser atendida em inglês 100% das vezes.

Carro antigo da Chevrolet na cor verde água no bairro Little Havana

Até em Little Havana que é um bairro cubano falamos só em inglês bem na boa

 

Mito #4: Não tem comida de verdade

Essa é uma ideia bem comum em relação aos Estados Unidos em geral, né? Sempre me diziam algo nesse sentido quando eu contava que morei nos EUA fazendo o aupair: mas eles só comem tranqueira, né?
Não, não é!
Na minha opinião, uma coisa sobre comida que é difícil de entender na cultura estadunidense é que eles não têm um prato típico igual nós temos o arroz e feijão (pra eles também é difícil entender que a gente come quase a mesma coisa todos os dias). De qualquer forma, fica tranquilo que tem “comida de verdade” em Miami – e em qualquer lugar dos EUA que eu já fui até hoje. Tem de tudo, na verdade, indo dos extremos comida fit e saudável a fast food bem trash. A escolha é sua!

Café da manhã americano: ovos mexidos, panquecas e bacon; suco de laranja; talheres e papel na mesa com mapa da Florida

Café da manhã bem americano de uma época que eu achava bacon ‘comida de verdade’

 

Dois copos de cerveja, batata frita com molho de queijo e hambúrguer na bandeja do restaurante

Mas se você quer uma sugestão, se joga no hamburguer vegetariano do Shake Shack <3

 

O resumo da ópera é que Miami foi um destino gostoso de conhecer! Pesquisando um pouquinho dá pra planejar uma viagem legal, longe dos famigerados mitos. Se você quer algumas sugestões: dê um pulinho no Lummus Park, que é o parque com a área verde + praia, aquela com os postinhos coloridos; aproveite e passeie pela Ocean Drive, a avenida que fica em frente à praia e tem quase todos os clichês de Miami. O South Pointe Park bem ao sul de Miami Beach é uma graça e tem uma vista linda! De noite, dê um pulinho na Española Way, uma ruinha com restaurantes e barzinhos onde dá pra ter uma amostra do clima caribenho no meio de Miami Beach.

Desliga um pouco dos mitos e curte esse destino que tem bastante coisa boa pra oferecer!

Azulejo com o nome da rua Española Way abaixo de um vaso

Avenida em Miami Beach com prédio colorido ao fundo

Muita arquitetura Art Déco em Miami Beach

 

Lincoln Road lindinha (que, no caso, é sim um shopping a céu aberto)

 

Miami vista de South Pointe Park

 

Lummus Park e, ali atrás, a Ocean Drive

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: