10 Motivos para Amar (e Visitar) Buenos Aires - Bus 142
Argentina AS VIAGENS Listas

10 Motivos para Amar (e Visitar) Buenos Aires

Eu confesso que não tinha grandes expectativas em relação à Buenos Aires. Não sei se é por que a Argentina está “logo ali”, do ladinho do Brasil, e a gente costuma não valorizar muito o que é fácil. Já tinha cogitado uma visita, mas sabe quando vai ficando sempre pra depois? E o depois nunca chegava.

Foi quase ao acaso que eu fui passar uns dias lá. Cheguei em Buenos Aires ainda sem esperar muito. Pra mim, comer alfajor e beber um bom vinho já ia fazer valer a visita. Veja bem a minha inocência…

Sinto que fui completamente injusta. Buenos Aires, logo no primeiro dia, me conquistou! A cidade é linda, limpa, segura e cheia de coisas incríveis para fazer. Sem exageros: Buenos Aires entrou no ranking de cidades mais legais que eu já fui!

Foi daqueles amores arrebatadores, sabe? Não conseguia parar de repetir: que cidade incrível! Sim, as atrações mais turísticas são lindas e muito legais, mas o clima de Buenos Aires que me conquistou vai além disso. Não sei, acho que tem a ver com a alma da cidade. Fiquei aqui pensando em quais os momentos que me deixaram assim, tão apaixonada.

Bus142_BuenosAires_titulo

1. Uma cidade feita para pessoas

Buenos Aires tem uma forte influência européia, tanto que seu apelido é Paris da América do Sul. Onde ficou fácil ver isso? Nas calçadas. Com calçadas largas (e feitas para serem usadas, com gosto!), ruas planas, muitas faixas de pedestre e semáforos, as ruas de Buenos Aires são um convite para você bater perna o dia todo, um dos meus programas favoritos em qualquer lugar do mundo!
A cidade também tem várias praças, e uma cultura de realmente usá-las. Acho lindo demais!

Frio não é desculpa para não ficar na praça :)

Frio não é desculpa para não ficar na praça 🙂

2. Galeria a céu aberto

A arquitetura de Buenos Aires impressiona, mesmo pra quem não é entendido do assunto – meu caso. Dá impressão que metade dos prédios são oficiais, de tão lindos que são, além de extremamente conservados. A cidade também capricha em um detalhe que eu, particularmente, adoro: as portas!
Bus142_BuenosAires-5

3. Segurança

Eu cheguei em Buenos Aires com MUITO medo dos batedores de carteira de metrô, taxistas sacanas e essas dezenas de histórias medonhas que tinha ouvido sobre a cidade. Pode ter sido só sorte minha, mas eu não me senti em perigo em nenhum momento. No primeiro dia, eu andei a tarde toda com minha câmera pendurada no pescoço e me senti completamente à vontade. Uma única pessoa me abordou na rua, e foi para elogiar a minha foto, o que me lembra…

4. A simpatia

Sério, será que é birra de brasileiro? Eu esperava bastante hostilidade dos nossos hermanos mas todo mundo me recebeu com muita simpatia. Os garçons fazem questão de te explicar o que tem nos pratos, soletram a senha do wifi e arranham no português quando descobrem que você é brasileiro. O serviço também foi excelente na maioria dos lugares que eu fui. Só love, só love.

5. Os pães

GENTE, o que é o pão de Buenos Aires? Tem uma lei que obriga ele a ser tão gostoso? Eu não sei explicar a mágica que acontece com esses pães. Eu viveria só de pão por lá. Seria uma existência obesa, porém feliz.

Melhor pão!

Melhor pão!

6. Paixão

Encontrei vários porteños extremamente apaixonados pela sua cidade e a sua história. Todos os motoristas de Uber (novinho por lá, começou a funcionar só em Abril/2016), por exemplo, puxavam papo falando sobre política, economia, história e/ou educação com uma propriedade apaixonada linda de ver. E eu aqui, puxando um “ta frio, né?”.

Paixão também por esse casal ♡

Paixão também por esse casal ♡

7. As (muitas) livrarias

Eu amo livrarias! Confesso que perdi um pouco o costume de frequentá-las depois que comprei meu Kindle. Parênteses importante aqui: o Kindle foi minha melhor compra até hoje!, mas sinto falta de descobrir os livros pelas capas, andar no meio das coleções anotando manualmente minha lista de desejos, ler a primeira página pra ver se rola aquela química…
Livraria é papo tão sério em Buenos Aires que virou até atração turística: a maravilhosa El Ateneo Grand Splendid. Mas tem muito mais que isso. São muitas livrarias pela cidade, que foi até reconhecida como “Capital Mundial do Livro” pela UNESCO em 2011.

El Ateneo Grand Splendid

El Ateneo Grand Splendid

8. Barraquinhas de flores

Tem alguma coisa muito especial em ver flores sendo vendidas no meio da rua. Em Buenos Aires você compra flores do mesmo jeito que compra jornal: em uma barraca na calçada. Inclusive, acredito que essa não seja uma combinação rara por lá.
Bus142_BuenosAires-18

9. Bancas de Jornais

Vi muitas bancas de jornais, daquelas caprichadas, sabe? Mal conseguia ver se tinha alguém dentro, tão recheada de jornais e revistas expostos. Eu vi também vários porteños entrando nos (muitos) cafés com o jornal embaixo do braço. Eu sou fã do meu Kindle e acho que nunca comprei um jornal, mas essa cena me deixava com um sorriso bobo no rosto. Se isso não é a expressão da alma da cidade, não sei o que mais é!

10. Identidade dos Bairros

Todo bairro que eu visitava virava o meu favorito. Buenos Aires tem muitos bairros gostosos demais, com vida própria, e valeria uma viagem específica pra cada um deles pra dar tempo de explorar tudo.
O Centro é enorme, lindo, cheio de prédios clássicos e canteiros verdinhos, além de atrações famosas como o Teatro Colón, Obelisco, Casa Rosada e Galerias Pacífico.
San Telmo tem uma característica mais clássica, algumas ruinhas de paralelepípedo, uma viagem no tempo. É onde acontece, aos domingos, a Feira de San Telmo.
No Recoleta você encontra aqueles barzinhos de calçada, um cemitério digno de filmes e um centro cultural incrível, com exposição de artes, apresentação do show Fuerza Bruta e uma área de food trucks pra se apaixonar.
O Puerto Madero, queridinho de muitos turistas brasileiros, é cheio de restaurantes com uma vista incrível para o Rio Darcena.
E o Palermo, o maior bairro da cidade, é tão grande que tem vários “mini bairros” dentro deles, como o Palermo Soho, o pedacinho mais cool de Buenos Aires, com galerias, lojas independentes onde você encontra o trabalho de artistas locais, muitos barzinhos e restaurantes.
Bus142_BuenosAires-7

Saí de Buenos Aires já pensando em qual chance vou poder voltar. Porque a graça da “Paris da America do Sul” é essa mesmo: ir muitas vezes e, em cada uma delas, conhecer um bairro novo, descobrir novos cantinhos, fazer outros passeios, comer outros pães – sério, é muito bom!

Buenos Aires, hasta pronto!

Mais sobre Buenos Aires aqui:

3 Cafés Incríveis em Buenos Aires (ou: motivos para não ir ao Café Tortoni)

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: