4 dias de história, vinho e muito amor em Santiago do Chile - Bus 142
AS VIAGENS Chile Roteiros

4 dias de história, vinho e muito amor em Santiago do Chile

O Chile estava na minha lista de desejos de viagem há um tempão. Em novembro de 2014 aproveitei um feriadão pra dar um pulo lá mas, confesso: já saí com vontade de voltar. O país merece um roteiro especial de 1 mês só pra ele, e é capaz de ainda não dar pra ver tudo. Tem cidade, praia, deserto, montanha, lagos e claro, muito vinho!

Fiquei apenas 4 dias em Santiago, o que foi suficiente para me apaixonar pela cidade, que muitos dizem ser um pedacinho da Europa na America Latina.
Também vai passar uns dias em Santiago? Então dá uma olhada no mini guia baseado no que encontrei de mais legal por lá! 😉

Bus142_Chile_Título

Chegando em Santiago

Quem está chegando na cidade sem carona pode agendar uma van no Transvip com antecedência. A reserva no site é bem simples, e quando você chegar no aeroporto, basta ir ao balcão da companhia e mostrar a reserva que a van te leva até o hotel desejado. Você já pode, inclusive, reservar a volta e ainda ganhar um descontinho.

Transporte

Dentro da cidade, as melhores opções são:
À pé: A cidade é plana e dá pra você fazer muita coisa caminhando e ainda torneando essas belas pernocas.
Pra mim, é a melhor opção, até porque sempre acabo conhecendo um cantinho que ficaria despercebido.
Táxi: Preço justo! Boa opção para usar de noite, depois de jantar e voltar pra casa de ~pança cheia~
Metrô: A cidade conta com 5 linhas de metrô que, no geral, são muito boas!
Na hora de comprar os tickets, fique de olho – o metrô funciona com 3 horários diferentes: Punta, Valle e Bajo, sendo que em cada um deles os valores são diferentes. Assim, você precisa calcular qual horário volta do seu passeio para já comprar o bilhete certo.

Povo de humanas sofre com tanta conta

Povo de humanas sofre com tanta conta


Hospedagem

Santiago está cheia de bons bairros:
Centro: perto do roteiro histórico e de muitos metrôs.
Bellavista: um bairro mais descoladinho, com boas opções de restaurante e barzinhos.
Providencia: uma pegada mais urbana, cheio de arranha-céus e centros empresariais.
Lastarria: o point para artistas e designers chilenos, com muita cultura e gastronomia!

DIA 1 – Santiago histórica

Comece o dia no Palacio de la Moneda, descendo na estação La Moneda (Linha 1). Bem em frente a sede da presidência chilena acontece, a cada dois dias, a tradicional Troca da Guarda – às 10:00 de segunda à quinta e às 11:00 aos fins de semana.
Dei sorte de passar ~por acidente~ bem no horário que a “fanfarra” da Banda dos Carabineros estava tocando e que dura uns 40 minutos.
Se quiser, você pode agendar uma visita guiada pelo Palacio para conhecer a fundo sua história.
Não aposte na sorte igual eu fiz e, antes de sair para esse passeio, confira o calendário anual da Troca da Guarda para saber se ela está rolando nos dias pares ou ímpares.
Bus142_Chile_02

Bus142_Chile_03

Siga para a Plaza de Armas à pé ou, se preferir, desça na estação La Moneda ou Universidad de Chile (Linha 1) ou então na Plaza de Armas (Linha 5) do metrô.
A praça é o ponto central desde a fundação da cidade e historicamente era usada para festivais, nomeação de autoridades e julgamentos.
A Catedral Metropolitana de Santiago infelizmente estava fechada para reforma, mas se conseguir, visite! A entrada é gratuita e dizem que o interior da igreja é lindo!

Próxima parada: Museu de Arte Precolombiana. Bem maravilhosinho! Fica bem do lado da Catedral, na rua Bandera, 361.
O museu é bem legal e conta com grande acervo de esculturas e peças indígenas que foram feitas por diversos povos da América antes da chegada de Colombo.
Reserve entre 2 a 3 horas para conseguir visitar tudo. Se você é do tipo que anota as curiosidades e quer ler todas as plaquinhas e faz o namorado ficar esperando, dá para passar a manhã toda aqui.
Na saída do museu tem uma lojinha bem simpática! (Eu queria comprar tudo mas fui proibida por uma pessoa que já tinha me esperado demais. Enfim!)

Não ia dizer mas essa é a pessoa

Não ia dizer mas essa é a pessoa cansada de me esperar


Depois de todos esses passeios, você vai estar azul de fome, então vá direto ao Mercado Central do Chile, a quatro quadras do Museu. É uma espécie de mercadão, cheio de barracas vendendo todo tipo de frutos do mar.

Vai por mim: peça o King Crab, um caranguejo gigante e delicioso! Mamis aprovou

E almoce o King Crab, um caranguejo gigante e delicioso! Mamis aprovou 🙂


Você pode aproveitar o passeio no Mercado para fechar os passeios para fora da cidade, já que lá encontram-se várias agências de viagem. As opções mais comuns são: Valle Nevado, Viña del Mar e Valparaiso.

Enquanto você faz a digestão, vá dar uma volta pela Paseo Ahumada, a principal rua de comércio do centro de Santiago.
Lá você encontra as duas maiores lojas de departamento do Chile: Ripley e Falabella.
(Comprei alguma coisa? Não! Bati perna? Siiim!)

No fim da tarde, Cerro Santa Lucia. Esse é o lugar mais amor de Santiago inteira! Se você só puder fazer uma coisa em Santiago, venha pra cá!
O cerro – ou colina – fica bem pertinho da estação Santa Lucia (Linha 1), a 629 metros acima do nível do mar, com altura de 69 metros – boa parte do trajeto feito por escadarias. Maaaas o esforço vale a pena: lá de cima, do mirante, você tem uma vista incrível da cidade com direito a Cordilheira dos Andes de fundo.
No nível intermediário você encontra vários banquinhos simpáticos, fontes e algumas estátuas.

Dê uma relaxada do seu dia por aqui e veja quantas fotos lindas você tirou 😉
Bus142_Chile_06

Bus142_Chile_07

Bus142_Chile_08

DIA 2 – Vinho e mais vista panorâmica

Antes de viajar pesquisei muito e encontrei opiniões completamente opostas que me fizeram duvidar se visitaria a famosa Concha y Toro. Se você também está se perguntando se vale a pena, te digo: SIM!
A vinícola é cheia de turistas, sim, mas isso não faz dela menos bonita. O passeio é muito maravilhoso, e eu conto tudo sobre ele aqui.

Tudo incrível: paisagens lindas, bom vinho e um almoço que marcou a viagem!

Concha y Toro maravilhosa, vai sim!

Concha y Toro maravilhosa, vai sim!

Salud!

Salud!



Se ainda tiver pique, suba o Cerro San Cristobal. O funicular que faz a subida sai de meia em meia hora. Lá em cima você encontra um santuário e uma bela vista panorâmica de toda a região metropolitana.

Funicular de Cerro San Cristobal: tchauííí

Funicular de San Cristobal Hill: tchauííí

Bus142_Chile_12

DIA 3 – Mais vinho e litoral

Decidimos alugar um carro e conhecer um pouco a região de Casablanca. Existem muitos bons vinhedos por ali e, se vinho não for um bom motivo pra você, saiba que o visual é maravilhoso!

Viña Indomita

Viña Indomita



Seguimos de carro até Isla Negra, uma cidadezinha no litoral do Chile, onde fica uma das casas de Pablo Neruda. Não é preciso – nem possível, na verdade – reservar a entrada com antecedência, então chegue cedo ou apenas tente a sorte.
De qualquer forma, a praia é uma gracinha fotogênica!
Bus142_Chile_14

Siga o meu dedo!

Siga o meu dedo!


DIA 4 – Subindo a montanha sem fazer manha!

Reservamos o último dia de passeio – e do carro – para subir até o Valle Nevado. A vista lá de cima é de tirar o fôlego! Mas, como era verão, era um vale nem tão nevado assim.
Bus142_Chile_16

A estrada pra lá é bem cansativa, com aproximadamente 20 mil 60 curvas. Então pensa bem se vale a pena fazer o passeio por conta (e se estiver nevando mesmo, a resposta é não). Até porque você pode dar a sorte grande de ficar atrás de uma prova de 32km de bicicleta e demorar 4 horas pra chegar lá em cima. Imagina que louco?

Esse dia foi foda.

Esse dia foi foda.


Fui embora já pensando em voltar.
É muito lugar lindo, vinho gostoso e comida boa. Não consegui fazer várias coisas bacanas, portanto apenas uma certeza: Santiago, nos vemos novamente em breve!

E então, o que achou dessa sugestão de 4 dias gostosinhos em Santiago?
Tem alguma outra dica imperdível do Chile? Conta aí nos comentários! 😉

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply
    Yuri
    05 de abril de 2016 at 17:39 05Tue, 05 Apr 2016 17:39:40 +000040.

    nossa,, Chile é diferenciado neh,,,fora cultura,,universidades ótimas, peixes do pacifico,,vinhos…e a patagôniaaa….mto fera, otimooo post bjow

    • Reply
      Mari Guedes
      05 de abril de 2016 at 19:23 07Tue, 05 Apr 2016 19:23:47 +000047.

      Achei Santiago sensacional! Agora estou louca para ir para o Atacama e a Região dos Lagos 🙂

  • Reply
    Sonia
    05 de abril de 2016 at 19:14 07Tue, 05 Apr 2016 19:14:36 +000036.

    Olha… Eu sou a mamis… Ao lado daquele caranguejo gigante!!
    Valeu cada minuto da viagem, passeios, vistas, caminhadas, subidas… Os vinhos, as vinícolas! Tudo lindo!! Também quero voltar!!

    • Reply
      Mari Guedes
      05 de abril de 2016 at 19:30 07Tue, 05 Apr 2016 19:30:21 +000021.

      Foi uma delícia mesmo, né? Só a gente ficar de olho nas passagens que eu volto fácil, fácil <3

  • Reply
    Alessandra
    26 de janeiro de 2017 at 17:31 05Thu, 26 Jan 2017 17:31:50 +000050.

    Eu fui em outubro e dei sorte de pegar a última semana de neve no Valle Nevado. Fui também ao Atacama e vários lugares, tudo de carro e me apaixonei pelo Chile! E logo, logo quero ir novamente.
    Fiz umas postagens com detalhes: http://www.miinteressa.com/2015/12/viagem-ao-chile-de-carro-sao-pedro-de.html e http://www.miinteressa.com/2016/02/viagem-de-carro-ao-chile-de-santiago-do.html

    Beijos

  • Leave a Reply

    %d blogueiros gostam disto: