Minha primeira grande aventura: Au Pair USA - Bus 142
AS VIAGENS Estados Unidos

Minha primeira grande aventura: Au Pair USA

Eu não lembro exatamente como essa vontade de viajar surgiu em mim. Só lembro que, um belo dia, alguém perguntou e eu respondi, com bastante certeza: meu sonho é viajar o mundo!
E eu nunca tinha entrado em um avião. Precisava fazer algo a respeito.

Eu já sabia que se quisesse viajar, ia ter que fazer acontecer.
Minha família não tinha luxos, então não ia rolar viagem para Porto Seguro na formatura, nem Disney aos 15 anos, ou Ano Novo em New York.

Minhas opções pareciam poucas e a tal sonhada viagem, fora de alcance.
E é justamente nessa hora que você precisa ser forte, manter o foco e não desistir.
Minha dica? Pesquise, pesquise muito!
Viajar é mais simples do que parece.

Existem maneiras muito legais – e baratas! – de viajar, como intercâmbios culturais ou até mesmo trocar suas habilidades por hospedagem em vários lugares pelo mundo!

Pra mim, a opção que caiu do céu – ou de Seattle, por indicação de uma amiga – foi o au pair.

Com o Jimmy, em Seattle. Mas não foi ele o amigo que me inspirou a ser au pair!

Com o Jimmy, em Seattle. Mas não foi ele o amigo que me inspirou a ser au pair!


Au pair? Do que você ta falando, filha?

Foi exatamente o que a minha mãe me perguntou. Se você tem a mesma dúvida, deixa eu te contar mais sobre o programa:

Au pair, em francês, significa “ao par” ou “igual” ~momento cultura~
Na prática, é um programa de intercâmbio cultural, no qual você mora com uma família, cuida dos filhos dela e faz algumas tarefas domésticas em troca de um pequeno salário e uma bolsa de estudos.
Mas a maior vantagem do programa é que você mergulha de cabeça em uma cultura totalmente diferente da sua e faz coisas que nunca faria como turista – você vive, de fato, a rotina e cultura daquele país!

Que coisas, você pergunta? Por exemplo: assistir a um jogo de baseball da equipe da 5ª série e ir à festa de comemoração depois, que consiste basicamente em tomar sorvete. Ou ir à igreja aos domingos e ver que, como nos filmes, os corais de criança são uma graça! Ou ainda cozinhar com ingredientes que você nem conhece, mas vai na fé. Frequentar a biblioteca (um amor declarado, sim!); aprender os horários dos programas de TV; abrir conta no banco; ir aos correios porque chegou um novo selo comemorativo.
E nessas pequenas coisinhas da rotina você aprende muito, muito mesmo!

E também decoração de cookies, por motivos de "ta nevando e não pode sair de casa"

E também decoração de cookies, por motivos de “ta nevando e não pode sair de casa”


O au pair é muito comum nos EUA e em alguns países da Europa.
Pesquisei bastante, li mil blogs, conversei com algumas pessoas que já tinham se aventurado e decidi que era pra mim! Parece que foi outro dia mesmo, mas já faz mais de 8 anos! ~eta~
Em Março de 2008 embarquei para o estado de Virginia, nos EUA, para morar com uma família incrível e feliz, como vocês podem ver na foto abaixo. 🙂
Foram 12 meses de muitas viagens, novos sabores, sotaques engraçados, shows, compras no supermercado, museus, apresentações de escola…

Quão estilosos somos?

Quão estilosos somos?


Essa primeira aventura foi o que mudou a forma como eu encarava a vida. Aqui que eu me dei conta: esse mundo é todo uma vizinhança, né?

Realizei meu sonho de viajar e, desde então, não parei mais!
E, olhando pra trás, só posso dizer uma coisa: foi a melhor decisão que já tomei na vida!

E você? Qual sua primeira grande aventura?

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply
    Luciana Salles
    07 de outubro de 2016 at 10:49 10Fri, 07 Oct 2016 10:49:21 +000021.

    ai mari eu tenho esse sonho de ser au pair fracassado em mim por motivos de grana :/ mas quam sabe um dia né, nuca é tarde!

    • Reply
      Mari Guedes
      07 de outubro de 2016 at 20:46 08Fri, 07 Oct 2016 20:46:01 +000001.

      Lu, essa viagem foi uma das coisas mais importantes que eu já fiz por mim na vida. Eu recomendo pra todo mundo! É claro que o aprendizado nunca é o mesmo, mas poder experimentar uma outra cultura nessa intensidade é demais. Recomendo bastante, e se precisar de qualquer dica, só me chamar aqui 🙂
      O aupair é o programa de intercâmbio mais barato que existia (pelo menos na época que eu fiz), e esse foi um dos motivos de eu te-lo escolhido também. Você banca passaporte e visto e uma taxa que, em 2008, era em torno de U$600. O resto é sua host family que paga. Então achei bem factível! Dá uma olhada com carinho, parece que a data limite pra embarcar é 26 anos 😉

  • Reply
    Flávia Donohoe
    22 de outubro de 2016 at 19:05 07Sat, 22 Oct 2016 19:05:27 +000027.

    eu quase fui au pair, talvez minha vida seria outra, não tinha condições de pagar pelo programa, então arrumei um estágio e logo depois juntei dinheiro pro meu intercâmbio. Até hoje leio blogs de au pair, me dá uma nostalgia de algo que nunca vivi. Beijos

  • Reply
    Josiane Bravo
    25 de outubro de 2016 at 21:29 09Tue, 25 Oct 2016 21:29:55 +000055.

    Você também foi au pair, que máximo. Eu fui au pair nos Estados Unidos durante 2 anos e para mim, foi a experiência mais marcante da minha vida. Voltei no ano passado, e acredita que até hoje ainda lembro de cada segundo que vivi na terrinha do Tio Sam. Au pair me transformou totalmente, aprendi tantas coisas que parece que 2 anos nos EUA foi o equivalente a minha vida toda. Hoje, sofro com a readaptação no Brasil e já estou querendo ser au pair de novo kkkkk, mas dessa vez, na Holanda 🙂

  • Leave a Reply

    %d blogueiros gostam disto: